Recomendação de leitura

Se você está visitando o blog pela primeira vez, recomendo que comece lendo das publicações mais antigas às mais recentes. Assim é a lógica do blog, para que você possa compreender a história de Clara e Davi.
Um casal apaixonado, que por algum motivo se viram obrigados a ficar separado, recorre à Internet para ajudar a suportar a saudade e solidão.
Aqui, você vai encontrar as cartas de amor trocadas por este casal.
Entrelinhas

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Para toda a vida.

Clara.


Ah! Como faz bem ler suas mensagens... É a melhor forma que tenho de te sentir mais próxima de mim. Posso ficar imaginando sua carinha ao escrever, imaginando o que está pensando, o que está sentindo...
Gostaria de não precisar fazer mais nada, apenas esperar por notícias suas...


Sei que não é fácil largar tudo e voltar, mas a desejo tanto que já não consigo pensar racionalmente... Especialmente nesta época do ano, final de ano. A cidade está toda iluminada para as festas... Está tão bonito. As famílias reunidas... e eu aqui sozinho, sem você ao meu lado.  É impressionante como ficamos mais carentes nessa época do ano.

Gostaria de compartilhar com você esse momento.

Hoje à noite, vou encontrar os meninos. Resisti um pouco a sair, mas acabei cedendo após ler sua mensagem. Tem razão, mais uma vez, eu não posso me entregar. Os caras não saem do meu pé e estão começando a ficar preocupados comigo. Não quero isso.
Vamos sair para tomar umas e jogar conversa fora, fazer planos para os novos "babas" para o ano que vem...

Amanhã escrevo contando como foi.

Fica bem, com a certeza que seu amor jamais será um, e sim sempre dois, pois tem a mim para toda a vida.

Davi.

P.s.: Para você escutar essa noite: Angels, de Robbie Willians.

2 comentários:

Anônimo disse...

Essa música é linda!

Além de muito querido, ainda tem um excelente gosto musical.

Se fosse Clara, voltava correndo.

Jú.

Rafhitch disse...

A distância pode ser benéfica para esse amor. Só irá aumentar a saudade e o amor que um sente pelo outro.

;)

Abraços!